Published on 3 de abril de 2016 by Itapua Beiramar

Produção e Direção – Jorge Itapuã e Omri Breda

Câmera – Tay Nascimento

Edição – Talita Ghivelder e Jorge Itapuã

Som e Mixagem – Guga Fittipaldi

 

  1. Ladainha Piedade

Se quiser ter piedade

Vai pras grades da cadeia,

Onde o negro na escura, Colega véio

Em volta de uma candeia, camaradinho Viva meu Deus

Louvação…

 

 

 

  1. Vim da lá Bahia

Eu vim lá da Bahia pra lhe ver

pra lhe ver – coro

 

Mundo de Deus é grande,

Cabe numa mão fechada,

O pouco com Deus é muito ,

Mas muito sem Deus é nada

 

Cachorro que engole osso,

Em alguma coisa se fia,

Ou na goela ou na garganta

ou em outra travessia

 

Mas se quiser saber meu nome,

Ponha seu navio no mar

Olha eu também sou marinheiro

Também quero velejar

 

 

  1. Aruandê

 

Prenderam insubordinado dentro da delegacia

Para dar depoimento, daquilo que ja sabia, camará

 

Aruande ê, Aruandê camara – coro

 

Era eu era meu mano, era meu mano mais eu

Nós pegamos uma demanda, nem ele venceu nem eu, camará

 

Vou me embora, vou me embora ai meu bem, com uma dor no coração

Berra boi, gunga e viola, ladainha e oração, camará

 

  1. Idalila

 

Tira daqui põe dali, Dalila, vai de lá pra cá

 

Idalila – coro

 

Vem daqui pra li

Vem de lá, pra cá

 

  1. Não vou lá

 

Eu não vou lá

 

Você vai – coro

 

Mas quem sempre dizia, é dona Maria e ela trabalha, de noite e de dia, menino chorava, papai não ouvia…

Mas quem sempre dizia, é dona Maria e ela trabalha, de noite e de dia menino chorava, papai não ouvia a madeira gemia, fazendo batucada na panela vazia…

 

Mas quem sempre dizia, é dona Maria e ela trabalha, de noite e de dia menino chorava, papai não ouvia a madeira gemia, fazendo batucada na panela vazia papai me falava, vovó me dizia, cachorro é que late, o gato é que mia, cantava de noite, cantava de dia, mulher não nascesse, homem não existia…

 

Axé

Comentarios

comentarios

Category

Add your comment